E disse ele

by

Vou usar nomes fictícios pra não constranger pessoas.

Um amigo meu conhecido como Ch. Apolin voltava de carro para sua residência, e deu carona para vários computatas, dentre os quais o objeto principal deste trágico incidente, daqui em diante referenciado apenas como Y. Anko.

Y pentelhava o motorista Ch sobre sua (não) namorada, quando manda:

“Pq se vc admite, e fala ‘minha namorada’, aí a gente respeita. Pra mim vira homem. Só como o cu!”

Tags: ,

2 Respostas to “E disse ele”

  1. thomazgaio Says:

    Um aceita comer cu de homem…
    Outro aceita ser flagrado dando o cu, mas destruiria a camera…
    aonde vamos chegar?

  2. thomazgaio Says:

    ps.: Mulher de amigo meu é violino…
    eu viro a cara e meto a vara…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: